top of page

Os Desafios e o Potencial de Belém do Pará para o desenvolvimento do Turismo



O Brasil é um país de belezas naturais incomparáveis, cultura rica e diversificada, e um povo acolhedor. No entanto, apesar desses atributos, o setor do turismo no país tem enfrentado desafios significativos que têm impactado o seu desenvolvimento.


Neste artigo, vamos explorar algumas das causas gerais do atraso do Brasil em relação ao turismo e, em seguida, examinar especificamente o caso de Belém do Pará, uma cidade com grande potencial para se tornar um importante destino turístico.


Causas gerais do atraso do Brasil no turismo:


1. Infraestrutura limitada: A falta de investimento adequado na infraestrutura turística é uma das principais causas do atraso do Brasil. Aeroportos congestionados, estradas precárias e uma rede de transporte público subdesenvolvida dificultam o acesso a muitos destinos turísticos.


2. Burocracia e entraves legais: O Brasil é conhecido por sua burocracia complexa e excessiva, o que cria obstáculos para o desenvolvimento de empreendimentos turísticos. Processos de licenciamento demorados e regulamentações excessivas podem desencorajar investimentos e limitar o crescimento do setor.


3. Falta de promoção e marketing: O Brasil ainda tem um trabalho a fazer quando se trata de promover suas atrações turísticas no cenário internacional. A falta de esforços coordenados de marketing e promoção eficazes impede que o país alcance todo o seu potencial como destino turístico.


Belém do Pará: O potencial turístico a ser explorado:


Apesar das causas gerais do atraso do Brasil no turismo, há várias cidades que estão começando a despontar como destinos turísticos promissores. Um exemplo notável é Belém do Pará, uma cidade encantadora localizada no norte do Brasil.


1. Rica história e cultura: Belém do Pará é uma cidade repleta de história e cultura. Desde o seu centro histórico, com seus casarões coloniais e igrejas seculares, até a influência indígena e afrodescendente presente em sua música, dança e culinária, Belém oferece aos visitantes uma experiência única e autêntica.


2. Gastronomia regional: A culinária paraense é reconhecida internacionalmente e é um grande atrativo para os turistas. Pratos como o tacacá, o pato no tucupi e o açaí são sabores únicos que encantam os visitantes e proporcionam uma imersão cultural através da alimentação.


3. Belezas naturais: Belém do Pará está situada na região amazônica, proporcionando acesso a uma das paisagens mais deslumbrantes do mundo. Os rios, florestas e ilhas próximas à cidade oferecem aos turistas a oportunidade de explorar a natureza exuberante da região.


4. Festivais e eventos: A cidade também é conhecida por seus festivais e eventos culturais, como o famoso Círio de Nazaré, uma das maiores festas religiosas do Brasil, que atrai milhares de fiéis todos os anos. Além disso, Belém também abriga festivais de música, dança e arte, que celebram a diversidade cultural da região e proporcionam uma experiência vibrante para os visitantes.


5. Potencial ecoturístico: Com a proximidade da Floresta Amazônica, Belém do Pará oferece inúmeras oportunidades para o ecoturismo. Os turistas podem explorar trilhas na selva, visitar comunidades ribeirinhas, avistar animais selvagens e aprender sobre a importância da conservação ambiental.


Embora Belém do Pará possua um grande potencial turístico, a cidade também enfrenta uma série de desafios que afetam seu desenvolvimento no setor turístico.


Alguns dos problemas que precisam ser enfrentados pelos seus gestores incluem:


1. Infraestrutura deficiente: A cidade enfrenta problemas relacionados à infraestrutura, como ruas e calçadas danificadas, falta de sinalização adequada, transporte público limitado e congestionamento do tráfego. Essas questões podem dificultar a mobilidade dos turistas e afetar sua experiência na cidade.


2. Segurança: A segurança é uma preocupação para os visitantes em Belém. Embora a cidade tenha tomado medidas para melhorar a segurança pública nos últimos anos, ainda existem áreas com altos índices de criminalidade. Isso pode afetar a percepção de segurança dos turistas e limitar a sua exploração da cidade.


3. Saneamento básico: Belém enfrenta desafios relacionados ao saneamento básico, como a falta de tratamento adequado de esgoto e o descarte inadequado de resíduos sólidos. Essas questões podem afetar a qualidade do ambiente e a saúde pública, afastando potenciais turistas.


4. Falta de planejamento urbano: A cidade enfrenta problemas de planejamento urbano, como a falta de preservação de áreas históricas e arquitetônicas, o crescimento desordenado e a falta de espaços públicos bem planejados. Isso pode resultar em uma experiência menos atrativa para os turistas e prejudicar o potencial turístico da cidade.


5. Capacitação e qualificação profissional: Outro desafio enfrentado por Belém é a falta de mão de obra qualificada no setor turístico. A capacitação adequada dos profissionais que atuam no turismo, como guias turísticos, atendentes e garçons, é essencial para proporcionar uma experiência de qualidade aos visitantes.



Conclusão:


Embora o Brasil tenha enfrentado desafios históricos em várias áreas e setores, cidades como Belém do Pará ainda demonstram um enorme potencial para impulsionar a indústria e atrair visitantes de todo o mundo. Com sua rica história, cultura vibrante, gastronomia única e belezas naturais deslumbrantes, Belém oferece uma experiência autêntica e diversificada para os turistas.


É importante ressaltar que esses problemas não são exclusivos de Belém e são enfrentados por muitas cidades brasileiras. No entanto, reconhecer esses desafios é o primeiro passo para buscar soluções e melhorar o potencial turístico da cidade.


É essencial que o país invista em melhorias na infraestrutura, reduza a burocracia e intensifique seus esforços de promoção para aproveitar plenamente o potencial turístico de Belém e de todo o Brasil. Ao fazê-lo, o país pode se posicionar como um dos principais destinos turísticos globais, oferecendo aos visitantes uma viagem memorável e enriquecedora.


E sempre lembrando que o planejamento turístico sustentável pressupõe a inclusão da população residente. Afinal, o turismo só é bom para o turista, se for bom também para os moradores do destino!


Em resumo, os Investimentos em infraestrutura, segurança, saneamento básico, planejamento urbano e capacitação profissional, além da sensiblização do poder público e população local podem contribuir para o desenvolvimento do turismo em Belém e para a criação de uma experiência mais positiva para os visitantes.





José Marcelo Pinheiro Paiva

Turismólogo, Publicitário, MBA em Criatividade e Design Estratégico, Consultor em Marketing Turístico e Inovação.

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page